quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Plano Diretor de Turismo vai desenvolver o destino ‘Santos’

Santos será a primeira cidade da Baixada Santista a dispor de planejamento específico para o setor de Turismo.

Santos contará com um Plano Diretor de Turismo (PDT), capaz de definir linhas de atuação mercadológica, caminhos, futuro e modelos de desenvolvimento e marketing a serem aplicados com vistas a seu desenvolvimento. Será a primeira cidade da Baixada Santista a dispor de planejamento específico para o setor.

O estudo técnico, que envolverá diferentes segmentos para definir o tipo de turismo e o que se pretende promover como destino Santos, ficará a cargo de uma empresa especializada, contratada pela Setur (Secretaria de Turismo) mediante licitação.

O plano diretor envolve a aplicação de R$ 400 mil liberados pelo Dade (Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias), da Secretaria de Estado do Turismo. O secretário de Turismo, Luiz Guimarães, lembra que o PDT se alinha à proposta do Ministério do Turismo, que tem entre suas diretrizes aumentar a oferta doméstica e a interiorização da atividade turística. “Com isso, gera-se economia de escala e amplia-se a participação do turismo no consumo das famílias”.

O plano será definido a partir de seis tópicos: o turismo em Santos, a situação da cidade no trade, a situação da oferta turística, as opiniões interna e externa, e a política turística

..:: Tópicos
Além disso, Estudo de Competitividade, desenvolvido pela Fundação Getúlio Vargas, coloca Santos em patamar privilegiado no cenário nacional, com 69,7 pontos, a melhor entre os 16 municípios avaliados em São Paulo – participaram também o Sebrae e o Ministério do Turismo.

“Essa pontuação é inclusive maior do que a média brasileira, que ficou em 54”, prosseguiu o secretário, acrescentando que esse resultado reforça a importância de Santos contar com o PDT.

O plano será definido a partir de seis tópicos: o turismo em Santos, a situação da cidade no trade, a situação da oferta turística, as opiniões interna e externa, e a política turística.

Foto.:: Tadeu Nascimento
Fonte..:: Prefeitura de Santos

Opinião..::
A Muito tempo estamos comentando e divulgando a necessidade de Planos Estratégicos de Turismo para as cidades da Baixada Santista (PMT). Parabéns Santos/SP!!! Agora temos mais 8 cidades da região que necessitam descruzar os braços e começarem a enxergar que turismo é bom negócio. Sem Planejamento as cidades ficam somente nas idéias!!!
Renato Marchesini - Gestor de Projetos Caiçara Expedições

Fonte..:: Blog Caiçara

Filme de Terror em São Vicente


Fonte..:: Circula no facebook

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

São Vicente Lança Aplicativo de Turismo

São Vicente esta seguindo a tendência digital e lançou hoje (17/02) um aplicativo de turismo desenvolvido pela empresa ViajaShop com o apoio da Secretaria de Esportes, Turismo e Lazer.

Através do Guia Mobile, de forma simples e rápida, os turistas poderão acessar informações sobre as praias, hotéis, pousadas e restaurantes que se cadastrarem, assim como informações úteis do município.

O aplicativo esta disponível gratuitamente para download no link abaixo, para o sistema Android.https://play.google.com/store/apps/details?id=mobi.saovicente 

Em breve estará disponível também para outros sistemas. Enquanto isso as informações poderão ser acessadas pelo endereço, http://viajashop.com.br/mobile/saovicente/.

Os hotéis, pousadas e restaurantes que quiserem divulgar o seu estabelecimento no Guia Mobile poderão acessar o site da Viajashop http://www.viajashop.com.br/cliente/saovicente para realizar o seu cadastramento. Serviço: O custo mensal da assinatura é de apenas R$ 12,00.


quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

"Os papéis estão todos invertidos. Enquanto o Estado deveria nos cobrar ordem, somos nós quem cobramos isso dele".


A frase do sociólogo Julio Jacobo Waiselfisz, publicada em Jornal A Tribuna 13 de fevereiro de 2014, define bem o momento em que vivemos:

"Os papéis estão todos invertidos. Enquanto o Estado deveria nos cobrar ordem, somos nós quem cobramos isso dele".

Matéria de ..: Zé Claudio Pimentel.






quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Vacinação para a Copa

Milhares de turistas são esperados nas cidades da Baixada Santista nos próximos meses em razão da
Copa do Mundo. Por isso, algumas cidades já estão se preparando para vacinar trabalhadores ligados ao turismo e ao comércio. A Secretaria de Estado da Saúde orienta que esses profissionais estejam com a caderneta de vacinação em dia.

Em Santos, que irá hospedar as seleções de futebol do México e da Costa Rica, um esquema especial de imunização foi iniciado na última segunda-feira. As vacinas estão disponíveis nas unidades básicas e de Saúde da Família, mas a equipe de Vigilância Epidemiológica também montará postos em sindicatos e locais de trabalho relacionados ao turismo, comércio e transporte.

Na Cidade, até quinta-feira, um posto da equipe de Vigilância Epidemiológica estará montado no Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares (Sinhores), das 9h às 16 horas. O atendimento ocorre na Avenida Conselheiro Nébias, 365.

Os trabalhadores estão recebendo vacinas que, de acordo com o Ministério da Saúde, devem constar na carteira de imunização de um adulto: Tríplice Viral (contra sarampo, caxumba e rubéola), Hepatite B e Dupla Adulto (contra difteria e tétano).

As doses também estão disponíveis nas unidades básicas e de saúde da família nos bairros. É recomendado levar a carteira de vacinação.

Outras cidades

Em Itanhaém, quem trabalha no comércio e turismo, como taxistas, motoristas de ônibus, vendedores e comerciantes também pode atualizar suas carteiras na unidade de saúde mais perto de casa. Dá para se imunizar contra hepatite B, rubéola, caxumba e sarampo.

Já em Cubatão e Mongaguá, a população pode procurar a tríplice viral. Em Mongaguá, quem tem de 10 a 49 anos pode tomar a dose única numa Unidade de Saúde da Família. Já em Cubatão, qualquer pessoa pode procurar uma unidade de saúde.

Guarujá, apesar de hospedar a seleção da Bósnia, não programou nenhuma ação de vacinação neste momento.

Confira o cronograma de vacinação em Santos:

Até quinta, das 9 às 16h: Sinhores (Av. Conselheiro Nébias, 365)
De 17 a 21 e 24 a 28 de fevereiro, das 9 às 16h: Sinthoress (Rua XV de Novembro, 28, salas 301 e 306) - data para profissionais de hotelaria
Dias 6 e 7 de março, das 9 às 16h: Super Centro Boqueirão
De 7 a 9 de março e 14 a 16 de maio, das 9 às 16h: Concais
De 10 e 14 de março, das 9 às 16h: Shopping Parque Balneário e Shopping Pátio Iporanga
De 17 a 21 de março, das 9 às 16h: Miramar Shopping e Sindicato dos Empregados do Comércio (Rua Itororó, 79, 4º e 8º andares)
De 24 a 28 de março, das 9 às 16h: Praiamar Shopping

Fonte..:: Blog Caiçara

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Ipupiara Abandonado!! Campanha Salve o Ipupiara

Monumento que remete a uma lenda vicentina fica no parque de mesmo nome, na Praça 22 de Janeiro, e está abandonado pelo Poder Público.

O morador Renato Marchesini iniciou uma campanha em São Vicente, via redes sociais, visando a recuperação do monumento Ipupiara, na Praça 22 de Janeiro, um dos grandes atrativos da Cidade, que há meses vem se deteriorando sem que o Poder Público tome qualquer providência.

“Precisamos urgentemente do apoio e colaboração de nossos políticos (prefeito e vereadores) e chefes de órgãos de cultura, turismo e obras. Precisamos do interesse e empenho pela preservação e manutenção dos monumentos históricos, culturais e artísticos da cidade”, comenta o munícipe vicentino.

Conforme revela, por falta de segurança, cuidados e manutenção, o monumento está entregue à deterioração e ao vandalismo. O rabo e os dedos do Ipupiara foram quebrados, o peito está manchado de tinta amarela, a pequena lagoa há muito não possui a água e peixes. A placa de sinalização turística está torta e com o adesivo da explicação todo rasgado.

A Prefeitura de São Vicente informa que foi encaminhado ofício pedindo reparos nos monumentos da Cidade, entre eles, o Ipupiara. A Administração Municipal garante que o monumento já esta inserido nas obras de recuperação da praça.


Ipupiara está parcialmente destruído; morador faz campanha para recuperá-lo (Foto: Luiz Torres/DL)

A lenda
O monumento remete à lenda do monstro Ipupiara, que não é muito conhecida, mas ganhou fama até internacional. Ipupiara foi um monstro marinho, com enormes braços e uma grande nadadeira ao invés de pés. Ele foi morto na praia de São Vicente, em 1564, pelo Capitão Baltazar Ferreira.

Naquele ano, uma jovem escrava índia, de nome Irecê, estava apaixonada por um índio chamado Andirá e ambos se encontravam à noite, na praia de São Vicente, às escondidas. Numa noite, a caminho da praia, Irecê foi chamada por uma idosa feiticeira, que lhe chamou a atenção por estar enganando o bondoso capitão, a quem ela era subordinada e que os monstros do mar não gostavam de mentiras.

A feiticeira aconselhou Irecê a contar tudo ao capitão. Decidida a fazê-lo, a jovem índia foi à praia esperar pelo barco do amado, que vinha provavelmente de Santos. Mas não houve mais tempo para o tal encontro, o barco já estava lá, mas Andirá havia sumido.

Eis que no mesmo momento, ao lado do barco surgiu o gigante marinho Ipupiara. Irecê saiu correndo em busca de ajuda, gritou na porta do capitão, até que ele acordasse, pegasse sua espada e fosse à praia enfrentar o tal monstro, que acabou sendo morto. Dizem que o corpo inerte do tal monstro ficou exposto em praça pública até o dia seguinte, para que a população o visse e se certificasse de sua morte.

A lenda do monstro marinho Ipupiara correu por todo o litoral, chegou até a Europa e muitos que aqui vinham queriam conhecer o local onde o tal monstro aparecera.

Fonte..:: Diário do Litoral